Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘BlazBlue’

A coisa que eu mais queria era atualizar o blog constantemente. Sério. Sem brincadeira. Não ria. De verdade. Pô, acredita ae!

Mas existem pedras no meu caminho, não só uma, como no caminho recitado em verso por um tiozinho aí. Tem Super Street Fighter IV, BlazBlue, The King of Fighters, Transformers (esse é pro trampo) e Red Dead Redemption. Aí vai sair BlazBlue novo, tem campeonato pra cobrir, pra organizar (opa, falo dele logo mais), KOF novo e por aí vai. É tudo “joguinho”, mas eu juro que trabalho com isso, então não posso evitar.

Se mangaká pode dar desculpa de videogame pra parar de desenhar, por que eu não posso fazer o mesmo?

(pouco modesto, me comparando a um desenhista… nem ganho 120 dólares por página… ainda)

Enfim, atualizações esporádicas por enquanto. Mas to sempre aqui, de olho no filhão.

Read Full Post »

Mais uma coluna estreia aqui, no Pao Pao Cafe. Dessa vez, escrita por… mim, claro, ela aborda um tema que é intrínseco à minha pessoa, servindo de material de pesquisa para futuros acadêmicos que resolvam estudar o comportamento do jovem gamer botequeiro: aquele que só jogava nos fliperamas de rua e ficava com as mãos cheirando cigarro – fator crucial para as surras em casa, já que sua mãe achava que você estava ficando viciado.

Ela abordará factualmente – e subjetivamente – os jogos de luta. Como eram, são e serão daqui para frente. O comportamento do jovem de dedos calejados, que reclama das apelações – ou que as comete. Do saudosista ao noob que só fica girando o controle, tem tudo aqui.

E quanto ao vício, ela estava certa. Só que errada em relação ao tipo dele.

(mais…)

Read Full Post »

Mashup musical que vale muito a pena ser visto. Não se assustem pela montagem da imagem de ilustração do vídeo do You Tube.

Musiquinha de primeira qualidade essa, viu. Aquele abraço pro @tengumaru que lembrou da minha pessoa na hora. E ele também escreve no Kotowari.

Read Full Post »

Sabe essa ilustração? No livro que vem de brinde tem ela em A4!!!

Sabe essa ilustração? No livro que vem de brinde tem ela em A4!!!

Então, precisei usar esse título clichê porque eu sempre julgo as coisas à primeira vista. E sempre me ferro. Cuspo pra cima, ele cai na minha testa e eu não nego. Mas quando existe a necessidade, sempre volto atrás em minha opinião. Volúvel? Sem caráter? Escaflowne? Sei lá.

Mas isso não interessa, e não tem nada a ver com o post. Nah, tem, só um pouquinho. É que eu quero falar de BlazBlue em poucos toques. Peguei a edição limitada por um precinho camaradíssimo graças ao network do colega Tengumaru e nem esperava muito do jogo, já que tinha enjoado de ver os vídeos – que deixavam o jogo a cara do GGXX, mas sem o Sol e o Ky.

Aí, quando coloco o jogo no meu recém-adquirido PS3, o queixo caiu instantaneamente. Você escuta falar em gráficos 2D de alta definição, sprites desenhados à mão e a mesma quantidade de frames por segundo de SFIV (60), mas não dá uma atenção merecida. O que são esses números? Uma forma de provar superioridade em relação a um julgamento pré-estabelecido pela sociedade? Bah… viajei.

Mas BlazBlue rodando ao vivo, numa LCD FullHD e tudo mais é de derrubar o queixo. O foda é que ele me deixou ainda mais insandecido para ver o KOFXII na semana que vem!

E que surpresa ao ver as personalidades dos dois protagonistas, Jin Kisaragi e Ragna The Bloodedge… É praticamente um plot twist!!

É isso. Chega de falar de games que já falo bastante sobre isso lá no trampo.

Ah, meu nomezinho (esqueci a palavra certa) na PSN é X_Horokeu_X. Desafio todo mundo a tirar uns contras, mas sem por o joelho no lugar que põe a ficha, por favor…

Read Full Post »