Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Maio, 2009

Então, as coisas andam meio paradas por aqui devido à correria para entrega do projeto de TCC que acontece hoje e na próxima quarta.

Por isso, as atualizações interessantes ficam para o final de semana, sem falta. Se bobear, amanhã à noite, mas não posso prometer ainda.
Enfim, não deixem de visitar.

Ps.: Caso interesse, o TCC é um perfil em forma de documentário da banda As Velhas Virgens.

Read Full Post »

Para comemorar o dia do orgulho nerd, o primeiro TOP 5 do blog vai em homenagem ao mundo fanboy.

A lista é praticamente de personagens de Kevin Smith. Mas por outro lado, que outro cineasta fez filmes com nerds (não no estilo apenas bobão de ser) que se destacaram?

Só não virou tributo à obra de Kevin Smith porque Kyle Newman também marcou presença com seu Fanboys.

(mais…)

Read Full Post »

Be proud!

Caramba, hoje é o dia do orgulho nerd. Eu nem sabia que isso existia.

Um pouco de pesquisa e descobri que a primeira comemoração do Dia do Orgulho Nerd aconteceu em 2006. O dia 25 faz referência à estreia do primeiro filme de Star Wars no cinema, em 1977. E o mais interessante de tudo isso, é que não foram os americanos que inventaram a data, mas sim os espanhóis.

Tem os que clamam por um dia do orgulho nerd e comemoram o dia, mas certas coisas não mudam nunca. O tom pejorativo da palavra que pesa nos comentários de algumas pessoas ainda deixa um gosto amargo na nossa boca. E também tem a visão curiosa desse tipo de comemoração, que me irrita. Essa de “tô pouco me lixando para o que as pessoas pensam” é uma expressão covarde. É preciso defender sim nosso ponto de vista, precisamos nos importar.

Os nerds pedem por um dia deles pra depois dizer ‘eu não ligo para o que os outros pensam’, como assim?! Controvérsia é uma merda…

Como um bom nerd que sou, desejo à todos um excelente dia.

Vou colocar os direitos e deveres dos nerds aqui, segundo o Wikipedia:

Rights:

  1. The right to be even nerdier.
  2. The right to not leave your house.
  3. The right to not have a significant other and to be a virgin.
  4. The right to not like football or any other sport.
  5. The right to associate with other nerds.
  6. The right to have few friends (or none at all).
  7. The right to have all the nerdy friends that you want.
  8. The right to not be “in-style.”
  9. The right to be overweight and have poor eyesight.
  10. The right to show off your nerdiness.
  11. The right to make an attempt at being as nerdy as Morgana Summers, and the right to fail. (Topher Stumph came quite close, but he too, failed).
  12. The right to develop serious crushes on Randall Munroe, Shane Carruth & Bo Burnam, as opposed to say… James Franco. (See 11).
  13. The right to carry a Thesaurus with you at all times, as opposed to an iPhone. (See 11)
  14. The right to execute shameless self advertisement via the Wikipedia Geek Pride Day page. (See 11).
  15. The right to falsely assume the surnames Finkleton, Waldman, Stratzer and Krukemeyer.
  16. The right to take over the world.

Responsibilities:

  1. Be a nerd, no matter what.
  2. Try and be nerdier than anyone else.
  3. If there is a discussion about something nerdy, you must give your opinion.
  4. Save any and all nerdy things you have.
  5. Do everything you can to show off your nerdy stuff as though it were a “museum of nerdiness.”
  6. Don’t be a generalized nerd. You must specialize in something.
  7. Attend every nerdy movie on opening night and buy every nerdy book before anyone else.
  8. Wait in line on every opening night. If you can go in costume or at least with a related t-shirt, all the better.
  9. Don’t waste your time on anything not related to nerddom.
  10. Befriend any person or persons bearing any physical similarities to comic book or sci-fi figures.
  11. Try to take over the world!

Ps: As nerdices podiam estar em promoção hoje, não é? Queria tanto comprar uns filmes e mangás novos…

Read Full Post »

01
Tengen Toppa Gurren Lagann é uma daquelas séries que agradam tanto iniciados quanto não-iniciados, em todos os sentidos. Àqueles que nunca viram um anime na vida, aos já familiarizado com as animações japonesas. Aos que tem aversão à histórias com robôs e aos fanáticos por tudo que faz gattai. E esses últimos, grandes felizardos, pois conseguem perceber algumas nuances fundamentais à obra, que servem de homenagem a tudo que já foi produzido no gênero até hoje.
(mais…)

Read Full Post »

Querido diário, no dia 12 de maio de 2009 eu peguei carona com uma das dançarinas do programa do Raul Gil. A mocinha caiu do céu, porque a RedeTV é longe pacarai.

Acho que eu postei isso no twitter, mas deixa aqui também. Vale a pena guardar como experiência.

(aliás, a moça era super legal!)

Fim.

Read Full Post »

E não foi minha culpa.

Tá, é fácil botar a responsa nos outros, mas dessa vez não teve jeito. Internet caiu e só voltou agora. Que coisa feia, Speedy, no donuts for you.

Enfim, uma série de coisas para postar aqui e eu estou atrasado no cronograma, que porventura, segue logo abaixo:

– Crítica – Tengen Toppa Gurren Lagann (que já estava prometido há eras)

– Mudar o cabeçalho do site (a idéia é ele ser temporário sempre)

– Mangás (Mashima no geral, Beelzebub e mais alguma coisa)

– Um pouco de filosofia

– Mais cinema (Star Trek, Anjos e Demônios)

Acho que é só – por enquanto.

Pior que eu nem fui pra faculdade hoje só pra atualizar. Sucks.

Ps.: Alguém colocou as atualizações desse blog no RSS?

Ps2.: Será que tem alguém lendo isso diariamente?

Ps3.: Se tem, pq diabos não comentam, caralho!?

Read Full Post »

Sabe quando você realmente se surpreende com alguma coisa? Então, hoje foi um dia que eu me surpreendi comigo mesmo.

Dia de gravação com a ONG Skate Solidário e eu não estava esperando mais do que aquela lenga lenga de “somos legais, pessoas superiores e merecemos um lugar no céu” ou “Divulguem nosso trabalho”.

Sou meio cético para esse tipo de coisa. Não consigo por na cabeça que alguém ‘sacrificaria’ sua prórpia vida para ajudar ao próximo sem querer nada em troca. Apenas pelo prazer de ajudar. Não existe esse tipo de relação na minha cabeça. A natureza não permite tamanhã entrega espiritual.

Não que as pessoas lá se entregassem 100% ao projeto, elas tem a vida própria. Mas quando você tá lá, vendo as coisas de perto, você começa a entender um pouco da mecânica da situação. Por mais clichê que isso possa vir a soar, aquela pivetada curtindo como se não houvesse amanhã te coloca num astral tão bom que dá vontade de voltar lá sempre.

E daí, essa coisa de você se doar à uma ação solidária sem querer nada em troca é mentira. Talvez você nem perceba, mas você tá lá, pedindo sempre por mais um pouco desse bom astral.

Post aleatório, mas como foi a primeira vez que eu participei de uma atividade como essa, precisava expor isso.

… e eu não levo jeito com criança mesmo. Mas isso é uma outra história.
PS.: Ah, e eles me pediram para divulgar a ONG deles… heh

Read Full Post »

Older Posts »